Destino

art, creative, apple
Seu corpo estava dolorido. O edredom verde musgo não era suficientemente quente para afugentar o frio daquela manhã de sábado, mas a preguiça a impedia de se levantar e pegar um cobertor. Esse era um daqueles dias em que o mundo parecia uma grande montanha de coisas erradas, mesmo que nada de ruim tivesse acontecido.  Pegou o celular de cima do criado mudo e percebeu que não podia mais ficar ali.

Levantou da cama e se sentiu tentada a voltar para de baixo de seu edredom quentinho, mesmo que ele não aquecesse tanto assim. Foi correndo para o banheiro nas pontas dos pés, quase tropeçando. Tomou um banho quente e demorado, todo mundo enrola no banho em dias gelados como aquele.
Já vestida com roupas bregas, porém confortáveis ela foi preparar o café. Ignorou completamente o fato de que já estava na hora do almoço. O céu nublado que antes ela tanto gostava de observar estava deixando-a deprimida. Era a vida.

Era como se tudo estivesse dando errado, mas ao mesmo tempo estava tudo bem. Ela levava uma vida boa. Tinha a sua casa própria, morava perto dos pais, seu relacionamento com seu namorado já durava um ano. Muitos invejariam a vida dela, mas ela estava praticamente entrando em colapso. Por que? Essa era uma pergunta que ela não sabia responder. Afinal, por que ela não estava feliz?

Vai ver.... Vai ver simplesmente não é essa vida que ela queria ter. Vai ver essa vida que tantos almejam não seja para ela.

Se o destino fosse uma pessoa eu seria capaz de escutar ele rindo sarcasticamente toda vez que olha para uma de suas vítimas. Embaralhando as peças dos nossos quebra-cabeças e nos forçando a resolver.

Enquanto bebericava seu café o mundo parou por um segundo. Bam! Ela finalmente colocou a última peça do quebra-cabeça em seu devido lugar. Estava decidida. Seria uma pena se um certo ser chamado destino já estivesse com alguns outras peças em mãos.

Autora: Larina                            

12 comentários:

  1. Adorei o texto, você escreve muito bem! me identifiquei na parte do céu nublado que eu amo observar, mas é tão deprimente haha

    Beijos,
    www.quemvepensa.com

    ResponderExcluir
  2. Achei o texto magnifico. Escreves muito bem.
    Sempre tive vontade de ter um blog com as amigas, só faltou as amigas hahaha

    Te convido a conhecer o meu tbm *-*
    www.raaymilhomem.com
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Amei o texto, de verdade, amei mesmo *-*
    Vi um erro ortográfico perdido mas nada demais que pudesse ferir toda essência linda de sua escrita, tá perfeito, você escreve muito bem ♥
    beijos
    Ganurb

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada! Serio? português nunca foi minha matéria preferida kkkk. Muito obrigada novamente. Sempre estou visitando seu blog, apesar de não comentar muito :3

      Excluir
  4. Gostei bastante do texto!
    Você escreve muito bem, concordo com a Bruna Guedes.
    Beijos!

    Blog Pam Lepletier

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada :3 Vou dar uma passadinha no seu blog.

      Excluir
  5. ótimo texto!
    bjoka http://diadebrilho.com

    ResponderExcluir
  6. Me lembrou a personagem Destino do livro ''O desastre'' rs , gostei muito do blog , e sobre a parceria com o Yukiazu (www.yukiazu.blogspot.com) ja foi aceita e link adicionado ^^.
    boa noite...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não conheço o livro mas fiquei curiosa :3 Obrigada por tudo e beijokas.

      Excluir

© Exalando Purpurina - 2015. Todos os direitos reservados.
Criado por: Lorena Vieira.
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo